Projetos de Instalações

PROJETO HIDROSSANITÁRIO

Pode-se entender por instalações hidráulico-sanitárias prediais o conjunto de canalizações, aparelhos, conexões, peças especiais e acessórios destinados ao suprimento de água ou ao afastamento de águas servidas ou pluviais dos prédios, desde a ligação à rede pública de água até o retorno ao coletor público de esgotos ou o sistema individual de tratamento, e também o encaminhamento das águas pluviais a rede pluvial da rua ou demais sistemas que utilizem a água da chuva (reutilização, infiltração no solo, etc).

As instalações hidráulico-sanitárias prediais atendem pelo ao menos dois requisitos básicos:

Hidráulico: Fornecer água de qualidade apropriada, em quantidade suficiente e sob pressão adequada a todos os aparelhos.

Sanitário: Impedir o retorno de águas poluídas nas canalizações de alimentação dos aparelhos e a entrada de gases de esgotos, de roedores ou insetos nos prédios.

Outro aspecto importante a ser levado em consideração durante um projeto de instalações hidráulico-sanitárias prediais é sua relação com o projeto arquitetônico. Deve-se haver um perfeito entrosamento com as soluções arquitetônicas e estruturais.

O projeto hidráulico é indispensável ao bem construir, pois evita inúmeros erros na montagem das instalações. Quando o assunto é hidráulica, além de um bom projeto é necessário o emprego de materiais de qualidade comprovada pois os reparos no sistema de canalizações sempre apresentam custos elevados.Nota-se que os custos das tubulações corresponde a apenas 3% do valor total de uma obra.

PROJETO ELÉTRICO

Projeto Elétrico é a previsão escrita da instalação, com todos os seus detalhes, localização dos pontos de utilização da energia elétrica, comandos, trajeto dos condutores, divisão em circuitos, seção dos condutores, dispositivos de manobra, carga de cada circuito, carga total, etc.

Importância:

– Planejamento (pelo Projeto Elétrico, temos a quantificação de todos os materiais);
– Segurança (a instalação elétrica será dimensionada conforme a NBR 5410);
– Para eventuais mudanças na instalação ou eventuais reparos, é necessário ter um Projeto Elétrico;
– Baixo custo comparado ao valor do empreendimento.